Artigos

retrofitted passenger lifts in the older city homes. elevator in the apartment building.

MODERNIZAÇÃO DE EDIFÍCIOS NO BRASIL – RETROFIT

A modernização tecnológica em prédios antigos, o Retrofit cresce no Brasil, em São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades.
A incorporação convencional se baseava num cenário de centenas de áreas disponíveis, prontas para o desenvolvimento imobiliário, porém a crescente demanda por localizações privilegiadas, bate de encontro com a disponibilidade cada vez mais escassa de terrenos.
Alguns grupos atuantes em grandes centros urbanos com alta densidade populacional e déficit de terrenos, começaram a se questionar sobre enfrentar a burocrática aprovação de incorporação convencional, com o risco de alteração de mudança do cenário econômico e demanda por imoveis. A questão seria analisar sobre o que seria melhor, entre lançar um novo empreendimento ou modernizar um já existente melhorando com um novo design e funcionalidade.
Atualmente, modernizar um edificio tornou-se uma opção viável que capta cada vez mais investidores nas grandes metrópoles do mundo, justamente para atender à crescente demanda de imobiliária e a disputa entre os lançamentos.
Assim surgiu nos E.U.A e Europa “o Retrofit”, ou seja, a renovação tecnológica e melhorias de imóveis antigos, que assumem novos padrões de aproveitamento e perfil de consumidores.
O Retrofit não se limita a uma reforma comum, há um incremento de tecnologia, funcionalidade, equipamentos mais modernos e eficientes, adaptando o imóvel para a nova realidade da região em que se encontra.
Edifícios dos anos 60, têm suas instalações elétricas, hidráulicas substituídas além revestimentos internos, inclusão de refrigeração e fachadas modernizadas, resultam na valorização do potencial locatício e venda.
Em capitais litorâneas, como o Rio de Janeiro, a modernização de empreendimentos ampara a disputa por espaços na orla. No Rio, o Retrofit comercial e hoteleiro tem sucesso para atender no mundo corporativo e de eventos esportivos como Copa e Olimpíadas.
Em São Paulo e Belo Horizonte, o potencial de crescimento do Retrofit ainda é enorme, devido grande número de imóveis antigos em áreas centrais, escassez de terrenos, alto preço dos imóveis, mobilidade urbana prejudicada e demanda imobiliária local por procura de lançamentos perto de metrô e transportes alternativos.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *